Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

T3 para dois

...a aventura de uma vida a dois...

29
Jun15

Contas no banco

Mafalda

Alguém me sabe explicar porquê que os pobres têm de pagar comissões de manutenção bancárias, enquanto os menos pobres (porque ricos já há poucos) não as pagam?

Será que uns míseros tostões merecem assim tanta manutenção???

Ora bem, eu pertenço àquela classe social que recebe uma miséria de ordenado (leia-se salário mínimo nacional) e todo o santo mês me é retirado da conta quase 9€ (!!!!) de custos de manutenção.

Pedi esclarecimentos à entidade responsável, que prontamente me respondeu...

"Pois, para não ter esses custos terá de ter ou uma conta-ordenado ou mais de 3000€ na conta."

Really??!!!

 

Vivam os pobres deste país, pois sem nós os bancos não sobrevivem!

 

Acho que vou voltar ao tempo da Maria Cachucha e guardar os meus tostões de baixo do colchão... porque na baínha dos cortinados não dá...

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Teresa 30.06.2015

    Concordo, Miguel. Apesar de tudo, há iniciativas louváveis que defendem os consumidores mais vulneráveis, tais como os que auferem o ordenado mínimo nacional.
    Esta iniciativa é muito importante.
    Informação adicional retirada da página da Direção-Geral do Consumidor:

    O regime dos Serviços Mínimos Bancários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 27-C/2000, de 10 de março, foi alterado pela Lei n.º 19/2011, de 20 de maio, e posteriormente pelo Decreto-Lei n.º 225/2012, de 17 de outubro.

    Este regime assegura o acesso a um conjunto de serviços bancários considerados essenciais - tal como a uma conta de depósito à ordem e a um cartão de débito - aos consumidores mais vulneráveis. As instituições de crédito aderentes ao regime dos Serviços Mínimos Bancários comprometem-se a prestar serviços mínimos bancários às pessoas singulares que o solicitem e que reúnam as condições de acesso a este regime, a custos muito reduzidos, cuja comparação é possível através da divulgação de dados feita pelo Banco de Portugal.
    No âmbito deste regime, prestam serviços mínimos bancários as seguintes instituições de crédito:
    • Banco BIC Português, S.A.*;
    • Banco BPI, S.A.;
    • Banco Comercial Português, S.A.;
    • Banco Espírito Santo, S.A.;
    • Banco Santander Totta, S.A.;
    • Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, CRL e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo integradas no SICAM*;
    • Caixa Económica Montepio Geral;
    • Caixa Geral de Depósitos, S.A.
    *Instituições de crédito que que terão os serviços operacionalizados a partir da segunda quinzena de julho de 2014.

    Para saber mais sobre o Serviços Mínimos Bancários, consulte Portal do Cliente Bancário do Banco de Portugal em www.clientebancario.bportugal.pt
  • Sem imagem de perfil

    Miguel 30.06.2015

    Exactamente Teresa, eu coloquei o link que tem essa informação para a autora ler, mas parece-me que é mais fácil criticar e falar mal das instituições em vez de se informar.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D